sexta-feira, 22 de junho de 2012

Carta... de mim pra você

Já te contei que descobri a data do nosso começo? Descobri isso buscando você. 
7 de maio, mais que um mês. Quem diria vindo de você? Você que tanto se esconde e reaparece depois.. 
Desde o começo eu tive medo do que você poderia me despertar e depois jogar pro alto tudo isso que foi despertado. Eu tive quase que um instinto de me fechar pra que, quando você jogasse pro alto, não fossem muitas coisas, pra não fazer mais barulho do que o que você me causou. Mas teve barulho. O tanto de barulho quase que insuportável de um domingo qualquer. Meu Deus, aquilo não foi normal!
 Sei que combinamos de não remoer nem refazer o que já foi, mas é que ficou aqui dentro e eu não sei como fazer pra tirar. Acho que você não me conhecia (e nem conhece) o suficiente pra saber que eu não fico mal. E eu fiquei.
 Todos os dias depois disso eu senti saudade, uma necessidade de te abraçar e dizer que estava tudo bem e que eu estaria sempre ali, do seu lado. E eu realmente quis isso. Ah, como quis!
 Eu realmente queria poder escrever aqui tudo o que eu senti e imaginei. Cada espelho. Corredor. Canto.
 O que você tem que tanto me prende a você?
 Basta seus olhos e seus cílios desenhados pra eu me desmanchar e te procurar de novo.  E eu escrevi coisas que, na verdade, sempre foram pra você. 



"Eu te escrevo, te leio, releio
busco, arrisco, percebo
que quanto mais a gente mostra
mais dá no cinza e no gelo
é como se fosse uma aposta
de quem procura por mais zelo"



E essa provavelmente será a última coisa por agora que escreverei pra você. Você me alimenta, mas me tira o quente. Eu não consigo ficar assim, de ter metade ou dia-sim dia-não. Eu te desejei como há muito tempo não desejei ninguém. Te escrevi coisas que eu nem sei ao certo se vieram de mim ou do seu eu em mim. 
Mas eu vou esperar a poeira baixar e seu caminho de fuga desaparecer. Vou esperar seus versos me buscarem pra eu poder colori-los. 
Você me encanta. Você me alegra. Você me dá paz. Eu quase te amei.


Um beijo do meu eu que não consegui mostrar.

3 comentários:

  1. Tá bem isso por aqui tb lila gta ):

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindo Lílian, adorei. Saudades suas! ;*

      Excluir
  2. Você me encanta me alegra e me da paz, eu quase te amei. Lindo desfecho , otimo texto

    ResponderExcluir